Foco e escopo

O Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas a quatro temáticas específicas:

  • Ensino e aprendizagem de línguas na educação básica (Língua Portuguesa e Línguas estrangeiras/adicionais);
  • Formação de professores de línguas (Língua Portuguesa e Línguas estrangeiras/adicionais);
  • Leitura e produção textual na universidade;
  • Mídia e linguagem.

A linguística aplicada é entendida como campo que se ocupa de problemas de linguagem, estudando-os de uma perspectiva significativa para xs sujeitxs implicadxs, de modo a desenvolver uma abordagem interpretativo-multidisciplinar e um conhecimento politicamente engajado e consequente.

Têm sido objetos bastante recorrentes nas pesquisas do NELA: o discurso, os gêneros do discurso, o letramento e as práticas escolares.

O NELA E A EDUCAÇÃO BÁSICA 

O Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada da UFSC atua com base em uma concepção de língua como prática social e em uma concepção de  sujeito  como histórico, situado, constituído nas relações com a alteridade. Sob essa perspectiva, as atividades de ensino, pesquisa e extensão desencadeadas pelos membros do NELA focalizam a língua na esfera escolar, entendida, ali, com objeto de ensino e de aprendizagem, com especial atenção às redes públicas de escolarização. As pesquisas desenvolvidas pelo NELA no campo da educação são prevalentemente de base etnográfica, prevendo efetiva vivência em espaços educacionais, na busca de uma visão êmica, em estudos cujos resultados visam contribuir para a qualificação da educação em linguagem nessas redes.  Trata-se de uma concepção de ciência comprometida com as realidades social, histórica e cultural no âmbito das quais se erigem e se delineiam os conhecimentos científicos, em uma compreensão de que a ciência linguística é uma ciência do humano.